sexta-feira, 31 de julho de 2015

CONHEÇA O CIFRA CLUB

 Acesse: http://www.cifraclub.com.br/aldo-moraes/a-saudade-do-amor/

O Cifra Club é um site de música colaborativo criado em 1996 pela Studio Sol, empresa responsável pelos sites Letras.mus.br e Palco MP3.

O site oferece cifras, tablaturas, videoaulas, fórum para discussões sobre música, tutoriais, cursos online, afinador, dicionário de acordes e metrônomo. Todas as cifras, tabs e tutoriais são enviados por usuários e revisados por moderadores antes de serem publicados no site.


Funcionalidades e Aplicativos

  • Afinador em Flash: o primeiro afinador em flash do mercado , permite que o usuário afine qualquer instrumento de corda com o microfone do computador . O aplicativo está disponível para iOS , Android e Windows Phone , e utiliza o microfone do celular para afinar o instrumento.
  •  
  • Metrônomo: auxilia músicos a manterem pulsos regulares durante os estudos e interpretações musicais. Está disponível online e para iOS e Androio.
  •  
  • Dicionário de acordes : permite que o usuário monte acordes, ouça e simule o use do capotraste.
  •  
  • Windows 8: o Cifra Club também tem um aplicativo para Windows 8 , que mostra as cifras e videoaulas. Este aplicativo foi, dentre outros produzidos pela Studio Sol, o vencedor do Prêmio Microsoft 2013 Partner of the Year Awards , em primeiro lugar na categoria Windows 8 App Developer para América Latina.
  •  
  • Smartphones: O Cifra Club tem um aplicativo para smartphones, que disponibiliza vídeo aulas e cifras de centenas de músicas. O aplicativo está disponível para usuários Android, IOS e Windows Phone.

Videoaulas

Desde 2008, o Cifra Club tem um canal no YouTube com videoaulas de violão, guitarra, baixo, bateria, cajón, teclado, canto e teoria musical, além de quadros e especiais com artistas.

Versão América Latina

O site possui uma versão em espanhol voltada para o público da América Latina, o cifraclub.com.

Loja Online

Em 2014 foi lançada a loja online do Cifra Club, que oferece instrumentos, acessórios e produtos personalizados do site. Recentemente, em 1 de Fevereiro de 2015 a Cifra Club Megastore encerrou suas Atividades. A loja tinha Parceria com PlayTech, onde administrava o Site.

LONDRINA RECEBE EVENTO DA SEMANA MUNDIAL DE AMAMENTAÇÃO 2015

O Comitê de Aleitamento Materno de Londrina e o Nos Podemos Londrina realizam no no próximo dia 04 agosto, a abertura da Semana Mundial de Amamentação 2015 (SMAM) que este ano tem como tema “Amamentação e Trabalho: Para dar certo o compromisso é de todos”.

O evento contará com a apresentação de práticas de incentivo ao aleitamento materno nas empresas, com a participação do Grupo O Boticário e do Banco do Brasil.

Desde junho este trabalho vem sendo construído a partir de uma sensibilização voltada para empresas, gestores de RH, profissionais da área social e saúde, que atuam em projetos voltados para estes temas e são ligados as instituições que apoiadoras ao assunto. A iniciativa tem a parceria da Secretaria municipal de Saúde de Londrina e SESI-PR, com apoio de instituições como: BPW Londrina - Sou Doadora de Vidas, Conselho da Mulher Empresária da Acil e Nós do Poder Rosa

Convidamos a todos para conhecer experiências e as políticas de incentivo às colaboradoras, além da importância do aleitamento materno.

Desde já nosso muito obrigada contamos com sua participação;

Data: 04/08/2015
Local: Auditório da FIEP
Endereço: Rua Deputado Fernando Ferrari, 160
Horário:8h30
Inscrições: www.nospodemosparana.org.br

CULTURA: 10 CIDADES RECEBEM AÇÕES DO PARANÁ CRIATIVO


Paraná Criativo #incubadoraProfissionais dos setores criativos que almejam se desenvolver, abrir ou expandir um negócio podem, a partir de agora, contar com o apoio da Incubadora Paraná Criativo, programa de promoção ao desenvolvimento sustentável a partir da Economia Criativa. Fruto de parceria entre a Secretaria de Estado da Cultura do Paraná (SEEC) e o Ministério da Cultura (MinC), a Incubadora promoverá uma série de atividades formativas em 10 cidades do Estado de agosto a outubro. O projeto conta ainda com o apoio do Sistema Fecomércio/SESC-PR, SESI Cifal Curitiba e prefeituras municipais das cidades participantes.

O Ciclo de Formação é composto de duas palestras abertas à comunidade e quatro oficinas. Os três primeiros ocorrem em Colombo, de 6 a 8 de agosto, em Londrina, de 11 a 13 de agosto, e em Maringá, de 18 a 20 de agosto. Para obter a certificação e formação completa de 20 horas é necessário fazer inscrição no órgão municipal de cultura de cada cidade. As vagas são limitadas.

“O objetivo da Incubadora é implementar ações que visem a formação em gestão empresarial e a qualificação de profissionais e empreendedores do campo da Economia Criativa. Para tal, será realizada uma série de atividades formativas com metodologias adequadas à linguagem do público-alvo e às demandas dos setores criativos”, explica Luci Daros, coordenadora de Ação Cultural da SEEC.

Ciclo de Formação
As oficinas e palestras irão abordar o empreendedorismo criativo, ensinar sobre finanças, novas formas de financiamento, técnicas de apresentação de projeto para investidores e liderança. Serão aproximadamente 30 vagas por oficina em cada uma das 10 cidades selecionadas para receber o projeto: Colombo, Curitiba, Guarapuava, Jacarezinho, Londrina, Maringá, Pato Branco, Ponta Grossa, Telêmaco Borba e Toledo. As palestras serão abertas para toda a comunidade.

Estão previstos também três Encontros de Economia Criativa que serão realizados em Maringá, Londrina e Foz do Iguaçu, e contarão com a presença de palestrantes especialistas no assunto, de reconhecimento internacional.

Sede
A segunda etapa de atividades do programa prevê a implantação da sede da Incubadora no espaço que abrigava a Casa João Turin. A casa, que está localizada no centro histórico de Curitiba, passará por reforma para adequação ao projeto. O espaço será dedicado ao apoio de empreendimentos criativos, vai sediar eventos, oferecer cursos de formação e consultorias e funcionará também como primeiro espaço público de coworking na área de economia criativa no Estado. As atividades desenvolvidas na sede da incubadora também serão realizadas em diversos municípios do Estado.

Lançamento
O lançamento oficial da Incubadora Paraná Criativo, com a presença do Secretário de Estado da Cultura João Luiz Fiani, será no dia 21 de agosto, em Maringá, durante o I Encontro de Economia Criativa do Paraná, evento que integra as ações da Incubadora nesta 1ª etapa de atividades.

Serviço
Oficinas e Palestras da Incubadora Paraná Criativo
De agosto a outubro de 2015
Cidades: Colombo, Curitiba, Guarapuava, Jacarezinho, Londrina, Maringá, Pato Branco, Ponta Grossa, Telêmaco Borba e Toledo.

Mais informações: http://www.cultura.pr.gov.br/arquivos/File/Incubadora_PR_Criativo/programacao_incubadora.pdf

NOTA DA SEEC PR: MORTE DA ARTISTA ANNA MARIAH COMODOS

anna mariah comodosÉ com muito pesar que informamos o falecimento da artista paranaense Anna Mariah Comodos, ocorrido hoje (29/07) .O acervo do Museu Oscar Niemeyer conta com três obras dela. Outros espaços também têm trabalhos dela em coleções, como a do Museu de Arte Contemporânea de Ôbidos (Portugal) e Museu de Arte Contemporânea do Paraná. Em fevereiro de 2012 ela foi homenageada no nosso projeto "Artista do Acervo" e ministrou oficinas de colagens.

Outros espaços também têm trabalhos dela em coleções, como a do Museu de Arte Contemporânea de Ôbidos (Portugal) e Museu de Arte Contemporânea do Paraná. Em fevereiro de 2012 ela foi homenageada no nosso projeto "Artista do Acervo" e ministrou oficinas de colagens.

Anna Maria Prince Comodo nasceu em Curitiba (PR), em 1931. Formou-se na primeira turma da Escola de Música e Belas Artes do Paraná, em 1951. Logo após se formar, Anna casou-se e mudou-se para o Rio de Janeiro (RJ). Apenas na década de 1980, quando retornou a Curitiba, ela voltou a dedicar-se à arte, reciclando seus conhecimentos e descobrindo novas técnicas, como a colagem. Em 1991, Anna Mariah Comodos foi a artista convidada da 3ª Bienal Internacional de Óbidos (Portugal), já no ano seguinte foi premiada no 49° Salão Paranaense.

A artista também realizou em Curitiba oficinas de arte no Museu Metropolitano de Arte e, por meio da Secretaria de Estado da Cultura, em diversas cidades do Paraná. Em 2007 ela lançou um livro sobre sua trajetória artística, intitulado “Anna Mariah Comodos”.

MINC ESTIMULA ECONOMIA CRIATIVA NO CARIRI CEARENSE


 
 
Dar visibilidade a expressões da cultura popular brasileira e, ao mesmo tempo, estimular uma participação ativa da sociedade no processo. Com essa ótica, o Ministério da Cultura (MinC), por meio da Secretaria de Políticas Culturais (SPC), desenvolvem o projeto Prospecção e Capacitação em Territórios Criativos. A primeira edição será realizada desta quinta-feira (30) a domingo (2), em Juazeiro do Norte, em pleno Cariri cearense, uma das regiões com maior riqueza cultural do Brasil.
 
Os Territórios Criativos vão oferecer suporte em tecnologias sociais e condições para manutenção e ampliação dos espaços de cultura locais. A intenção é que isso ocorra por meio de ações que valorizem as expressões de cada lugar. A concepção de se preservar os saberes populares da iniciativa se relaciona diretamente a aproximar as comunidades, por meio de crianças, jovens e adultos, de suas tradições artísticas e culturais. 
 
"O projeto pensa os territórios a partir das suas narrativas, representações e encenações, considerando a dinâmica econômica desses processos", explica o professor Leonardo Guelman, coordenador do projeto e superintendente do Centro de Artes da Universidade Federal Fluminense (UFF). "A potência da iniciativa está em fortalecer a economia da cultura dos territórios envolvidos a partir dos repertórios simbólicos de cada localidade", complementa o coordenador-geral da Diretoria de Gestão, Empreendedorismo e Inovação da SPC, Gustavo Vidigal.
 
No Cariri, o projeto tem como objetivo potencializar manifestações significativas do Ceará e do Nordeste, como a xilogravura, a escultura em barro e madeira e a literatura de cordel. A iniciativa pretende fortalecer a identidade regional ao apoiar instituições e movimentos como o Caldeirão de Santa Cruz do Deserto, Os Mestres e Brincantes, a editora Lira Nordestina e o Centro de Cultura Popular Mestre Noza. 
 
Durante o encontro, serão realizadas mesas de debates sobre temas ligados à cultura popular. Gustavo Vidigal participa, no sábado (1º), às 19h, de uma mesa sobre Políticas Públicas com secretários de Cultura de três cidades da região: Barbalha, Antonio de Luna; Crato, Dane de Jade; e Juazeiro do Norte, Marli Bezerra. A mediação será de Leonardo Guelman. 
 
Arte, Cultura e Religiosidade Popular
 
Outro assunto discutido será Arte, Cultura e Religiosidade Popular, no dia 30, às 18h30, com os pesquisadores Wallace de Deus, Luitgarde Barros e Renato Dantas, também com mediação de Leonardo Guelman. O encontro terá, ainda, uma programação de 40 oficinas, com destaque para uma de xilogravura dedicada ao público infantil. 
 
Além dos debates e oficinas, quem estiver em Juazeiro do Norte poderá presenciar uma série de atrações artísticas representativas do Cariri. Nesta quinta-feira, às 16h30, na Praça da Capela de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, haverá o Cortejo dos Grupos da Tradição Caririense, com a participação dos grupos Bacamarteiros da Paz, do Maneiro Pau do Mestre Cirilo, do Reisado São Luis, da Banda Cabaçal Padre Cícero, da Banda de Música Municipal Padre Cícero e de quadrilhas infantis. Já na sexta-feira, no mesmo horário, será realizada uma Homenagem aos mestres do Cariri, como o falecido Antônio Aniceto, da Banda Cabaçal do Crato; e Seu Nego, do Reisado de Congo, da cidade de Barbalha. 
 
Ainda no mês de agosto, estão previstos outros três Encontros do Projeto Territórios Criativos, todos no estado do Rio de Janeiro. Os eventos terão como foco as Cirandas de Paraty, nos dias 7 e 8 de agosto; Madureira e os coletivos culturais dos subúrbios da cidade do Rio de Janeiro, em 29 e 30 do mesmo mês; e o Quilombo Fazenda Machadinha, em Quissamã, em 22 e 23 de agosto. 
 
FONTE: Marcelo Araújo
Secretaria de Políticas Culturais
Ministério da Cultura

MINC VISITA O VALE DO JEQUITINHONHA


 
A secretária da Cidadania e da Diversidade Cultural do Ministério da Cultura, Ivana Bentes, e o diretor do departamento de Patrimônio Imaterial do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), TT Catalão, estarão em Salto da Divisa, no Vale do Jequitinhonha, Minas Gerais, entre sexta-feira (30/7) e sábado (1/08), para cumprir extensa agenda. 
 
Na programação, constam encontro com prefeito da cidade, Ronaldo Athayde da Cunha Peixoto, promoção de Roda de Conversa com artistas e gestores culturais, cortejo pela cidade e visita ao 32° Festivale, um dos principais eventos culturais da região.
 
Na sexta-feira (31/7), a secretária Ivana Bentes participa da Roda de Conversa "Cultura em Foco" com artistas, gestores e fazedores de cultura da região. A iniciativa faz parte de uma estratégia da atual gestão para fortalecer a participação social na discussão de temas culturais relevantes e na produção de políticas públicas do setor.  
 
O evento, aberto ao público, ocorre às 15h30, no Rotary Club de Salto da Divisa, na Praça da Matriz. Além de Ivana Bentes e de TT Catalão, estarão presentes o prefeito Ronaldo Peixoto e o secretário ajunto de Estado de Cultura de Minas Gerais, Bernardo Machado. Às 18h, a comitiva assiste a apresentação de grupos de cordão e faz cortejo pela cidade. Por fim, às 21h, assistem ao show do rapper Renegado. 

Festivale

No sábado, dia 1, às 8h, está prevista uma visita à feira de artesanato, evento realizado no âmbito do 32º Festivale. O Festival nasceu a partir de um encontro de compositores do Vale do Jequitinhonha, nos anos 70. Na época, produtores presentes se deram conta da riqueza cultural e artística da região e da necessidade de ampliar os canais de visibilidade desse patrimônio.
 
O evento terá shows, debates, cursos, oficinas, festival de música, noite literária, feira de artesanato, seminários, participação de grupos de cultura popular, mostras de teatro e mostras de vídeo e fotografias.
 
A Feira de artesanato e o Festival de Música são considerados os carros-chefe do Festivale, porque reúnem os grandes mestres e artesãos do Vale do Jequitinhonha e de outras regiões. Neste ano, no 32º FESTIVALE, a Feira de Artesanato leva o nome de Ana do Baú, grande artesã ceramista da região.
 
FONTE: Cecilia Coelho
Assessoria de Comunicação 
Ministério da Cultura

SP: PALESTRA COM PATCH ADAMS


70 ANOS: ACADEMIA BRASILEIRA DE MÚSICA INAUGURA BIBLIOTECA MERCEDES REIS PEQUENO



 
No dia 03 de julho, foi  inaugurada a Biblioteca Mercedes Reis Pequeno que homenageia a bibliotecária e acadêmica ocupante da cadeira nº 7, pioneira no Brasil na organização de bibliotecas da área de música.

Com um acervo de cerca de 3.000 obras divididas entre livros, teses, periódicos, partituras, documentos textuais, fotografias, recortes de jornais e programas de concerto, a biblioteca disponibilizará ao público um catálogo online, elaborado no Sistema Biblivre, que estará brevemente em rede, e vai permitir o acesso livre aos interessados. 
 
A base de dados utilizada, intitulada Brasiliana, será tanto referencial como digital.

POETA ANTONIO CARLOS SECCHIN FARÁ RECITAL NO RIO

O Acadêmico e poeta Antonio Carlos Secchin, Primeiro-Secretário da Academia Brasileira de Letras, fará recital de poesia, dizendo poemas seus (inéditos) e alheios, no encerramento do Projeto Ocupação Poética, coordenado por Paulo Sabino. O evento está programado para domingo, dia 2 de agosto, às 20 horas, no Teatro Candido Mendes, Rua Joana Angélica, 63, Ipanema.

O projeto, dividido em três noites, contará com a participação de seis poetas, de sexta-feira, dia 31 de julho, a domingo, dia 2 de agosto: Adriano Espínola, Alex Varella, Antonio Cicero, Paulo Henrique Britto e Salgado Maranhão, além de Secchin.

Saiba mais
Sétimo ocupante da Cadeira nº 19 da ABL, eleito em 03 de junho de 2004, na sucessão de Marcos Almir Madeira, Antonio Carlos Secchin é Doutor em Letras pela Universidade do Rio de Janeiro, Professor de Literatura Brasileira das Universidades de Bordeaux, Roma, Rennes, Mérida, Nápolis, Paris Sorbonne e da Faculdade de Letras da UFRJ – onde foi aprovado, em 1993, por unanimidade, com nota máxima, em concurso público para professor titular. Orientou 24 dissertações de mestrado, 13 teses de doutorado e três pesquisas de pós-doutorado. Ministrou 48 cursos e participou de 177 bancas de pós-graduação, no país e no exterior.

Poeta e ensaísta, Secchin publicou, entre outras obras, João Cabral: a poesia do menos (1985), Poesia e desordem (1996), Todos os ventos (poemas reunidos, 2002, ganhador dos Prêmios da ABL, da Biblioteca Nacional e do Pen Clube), Escritos sobre poesia & alguma ficção (2003), 50 poemas escolhidos pelo autor (2006), Memórias de um leitor de poesia (2010), Eus & outras (antologia poética, 2013).

Ainda em 2013, a Editora da UFRJ publicou Secchin: uma vida em letras, com dezenas de artigos, ensaios e depoimentos sobre a produção do Acadêmico como escritor, editor, docente e bibliófilo. Este ano, em abril, lançou João Cabral de Melo Neto: Uma fala só lâmina. Secchin é Oficial da Ordem de Rio Branco.

BIBLIOTECA NACIONAL ABRE EXPOSIÇÃO HISTORICA CARTOGRAFICA BRASILIS IN BN

A Biblioteca Nacional abriu nesta quinta-feira, 30 de julho, a exposição "Historica Cartographica Brasilis in Biblioteca Nacional", com documentos do acerto de Cartografia da instituição. 
 
São 40 imagens de alta relevância histórica em uma exposição que tomou todo o terceiro andar do prédio sede, no Rio de Janeiro.
 
Salão de Obras Raras da Biblioteca Nacional com diversos exemplares de mapas na exposição Historica Cartographica Brasilis in Biblioteca Nacional.
 
Salão de Obras Raras da Biblioteca Nacional com diversos exemplares de mapas na exposição Historica Cartographica Brasilis in Biblioteca Nacional.
 
A exposição conta a história da cartografia no Ocidente, com foco especial no desenvolvimento das representações do território brasileiro. A história das fronteiras brasileiras é contada desde seu início, com contornos imprecisos pela primeira representação da “Terrae sancta crucis” pelo explorador holandês Johannes Ruysch (1508), até a consolidação das fronteiras do país, no Século XX.

O evento – que contou com cobertura jornalística de equipe da TV Brasil – foi aberto com discursos do presidente da Biblioteca Nacional, Renato Lessa, e da chefe do acervo de Cartografia, Maria Dulce de Faria, nesta quinta-feira, 30 de julho, às 11h.

EDITAL PRÊMIO LITERÁRIO BIBLIOTECA NACIONAL

Estão abertas até o dia 10 de setembro as inscrições para a edição 2015 do Prêmio Literário Biblioteca Nacional, concedido há mais de 20 anos pela instituição, com o objetivo de estimular a pesquisa e a criação literária no país.

O concurso é aberto a autores, tradutores e designers gráficos e vai premiar a qualidade intelectual, técnica e estética dos livros inéditos publicados no Brasil, no período de 1º de maio de 2014 a 30 de abril de 2015.

O prêmio é dividido em nove categorias e estabelecido por meio de um edital de chamada pública. Segundo a Fundação Biblioteca Nacional (FBN), cada uma das categorias possui uma comissão julgadora própria e independente, composta por três profissionais de notório saber.

No valor de R$ 30 mil cada, os prêmios serão concedidos nas categorias romance, poesia, conto, ensaio social, ensaio literário, tradução, projeto gráfico, literatura infantil e literatura juvenil. Os critérios de avaliação por parte da comissão julgadora abrangem a qualidade da obra (exceto para a categoria projeto gráfico), originalidade, contribuição à cultura nacional, qualidade linguística da tradução (no caso dessa categoria) e criatividade no uso de recursos gráficos (somente para a categoria projeto gráfico).

As inscrições devem ser feitas por via postal e endereçadas à sede da Fundação Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro. Formulários e maiores informações estão disponíveis no site www.bn.br.

ESCRITORES ALTAIR MARTINS E NOEMI JAFFE NO PROJETO SESC CAFÉ COM QUÊ?



 
Serviço: Café Com Quê?
Tema: "Um lance de dados jamais abolirá o acaso?", com os escritores Altair Martins (RS) e Noemi Jaffe (SP).
Data: 04/08 às 19h
Local: Café-Escola Senac (Sesc Cadeião Cultural - Rua Sergipe, 52).
Investimento: Gratuito
Informações: (43) 3572-7700 | 3572-7701

quinta-feira, 30 de julho de 2015

MÚSICO RÔMULO GOMES EM LONDRINA

Rômulo Gomes está em Londrina para realizar um workshop sobre harmonia, arranjo e produção musical às 19h30 no Auditório Sonkey (R. Souza Naves, 9).

Os ingressos custam R$15.

Amanhã e sábado ele toca no Brasiliano (R. Espírito Santo, 655) às 20h30.

DIA DOS PAIS: DICA DA CONSULTORA LÍVIA DE LA ROSA

   
Lívia De La Rosa

Pessoal, olha só que dica legal de presente para o Dia dos Pais...

https://m.rede.natura.net/espaco/liviamakeup/presente-natura-biografia-desodorante-colonia-gel-para-barbear-gel-apos-barba-embalagem-pid53977

PALESTRA DE MARIO GIOIA EM LONDRINA



Transparentes, vazados, fluidos, moventes

Vivenciar um edifício sem portas, circulando à época de sua formação universitária, pode representar um ato transgressor, mesmo que não aparente. Como importante testemunho pessoal, acredito que a frequência cotidiana no prédio da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP (Universidade de São Paulo), de autoria de Vilanova Artigas com Carlos Cascaldi, de 1961, reserve em minha biografia um lugar especial, com ressonâncias futuras e espacialidades, naqueles anos, decisivas na percepção de mundo.

Feita essa digressão inicial, é com felicidade que posso encarar a empreitada de ajudar a artista Patricia Lopes a povoar de gestos poéticos e materialidades frágeis e, ao mesmo tempo, potentes o Museu de Arte de Londrina, sua cidade natal. A instituição agora utiliza a antiga Rodoviária local, projeto de Artigas (1915-1985) datado de 1950 e indubitavelmente um patrimônio da modernidade arquitetônica nacional.


Para a individual Momentos, Lopes tem como guia a transparência. É mais evidente na instalação em que ela dispõe uma espécie de cortina com figuras gravadas no plástico que remetem a tempo _este um título de outra série também presente na exposição. É como se a artista convidasse o público a um passeio sensorial que evoca uma corporeidade frágil, colocando o (ex) observador em meio a camadas de uma luz ‘matérica’ que termina por duplicar a pele de vidro tão habilmente construída por Artigas para destacar as relações entre o interno e o externo. Também se faz curioso que os relógios agora gravados na superfície transparente criem um eco ruidoso a um dos fortes conjuntos de outro museu próximo, cuja parede repleta de relógios de variadas épocas tornem ainda mais forte a sensação do fim de um tempo ‘ferroviário’ (mesmo que estejamos numa outra era de confusas definições).

E ainda que as esquadrias, fachadas, revestimentos e outros elementos arquitetônicos necessitem de urgente restauro, Lopes mantém a essência do projeto de Artigas, forjando novos elos e sem abdicar da própria poética e autoria. “Esse sentido de transparência é perseguido em cada detalhe pelo desenho arquitetônico, seja pelo sentido aéreo da cobertura em abóbadas, seja pelo pano de vidro que veda o interior do trapézio. Este, por sua vez, reenfatiza o sentido de fluência espacial pelo seccionamento do bloco em dois (passagens e restaurante no maior e juizado no menor), abrindo em posição intermediária uma cavidade vazia de dupla altura”1, avalia João MasaoKamita sobre a edificação do arquiteto paranaense.


Outro dado interessante é como a série África, exibida anteriormente em Londrina, se reconfigura no novo recorte. Se o conjunto já se situava numa saudável mescla de linguagens, entre a fotografia, a colagem, a pintura e o tridimensional, por exemplo, agora ganha a multiplicidade da gravura. Fica o que eu já registrara: quando a artista prescinde dessa sua anterior marca gráfica ou a utiliza de maneira a retirar seu significado inicial (o serial-visual é mais importante que o dado da comunicação e do ‘entender’), parece gerar peças mais desenvolvidas, maduras.

E, tanto em África como nas novas séries Tempo e Vitória, é relevante apontar que as imagens ‘reais’, coletadas e produzidas por Lopes, são retrabalhadas de diferentes formas e procedimentos por meio de ferramentas atuais de produção, a ressaltar novas materialidades e outros corpos de obra _ em especial texturas, sobreposições, paletas. Motivos evitados na gramática contemporânea _ flores, por exemplo _ deixam a condição decorativa e, desconstruídos e renovados, surgem em novos arranjos plástico-visuais. Assim, num lócus tão especial não apenas para a cidade paranaense, mas para a modernidade nacional, a obra em desenvolvimento de Patricia Lopes dá a sua contribuição em variados âmbitos para dias mais alvissareiros num espaço tão prenhe de significados.

Mario Gioia, julho de 2015

Graduado pela ECA-USP (Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo), faz parte do grupo de críticos do Paço das Artes desde 2011, instituição na qual fez o acompanhamento crítico de Luz Vermelha (2015), de Fabio Flaks, Black Market (2012), de Paulo Almeida, e A Riscar (2011), de Daniela Seixas. É crítico convidado desde 2014 do Programa de Exposições do CCSP (Centro Cultural São Paulo) e fez, na mesma instituição, parte do grupo de críticos do Programa de Fotografia 2012/2013. 

No centro, produziu material crítico sobre os artistas Rodrigo Sassi, Renata De Bonis, RomyPocztaruk, Tatiana Cavinato, Marcelo Tinoco, Beatriz Toledo e Breno Rotatori. Coordena pelo quinto ano o projeto Zip'Up, na Zipper Galeria, destinado à exibição de novos artistas e projetos inéditos de curadoria. Na temporada 2014, assinou a curadoria de Decifrações (Espaço Ecco, Brasília), coletiva com Artur Barrio, Daniel Senise, Daniel Escobar, João Castilho, Luciana Paiva e Virgílio Neto, entre outros.

1.     KAMITA, João Masao. Vilanova Artigas. São Paulo, Cosac Naify, 2000, p. 17

VI MUNDIAL DE CAPOEIRA MACULELÊ EM LONDRINA

LINK PARA MATÉRIA DO JL:

http://www.jornaldelondrina.com.br/esportes/conteudo.phtml?tl=1&id=1543210&tit=Mundial-de-Capoeira-reune-atletas-de-17-paises-em-Londrina

MÚSICA: SÍLVIA BORBA E RAFAEL FUCA NO BRASILIANO

Brasiliano apresenta Silvia Borba e Rafael Fuca
Quinta, 30 de julho às 20:30
Brasiliano Bar & Cozinha em Londrina

GARDÊNIA CAFÉ: FEIJOADA COM CHORINHO EM LONDRINA

Feijoada com Chorinho
Sábado, 8 de agosto às 11:30
Gardênia Café em Londrina

quarta-feira, 29 de julho de 2015

AGENDA DAS COMPETIÇÕES COREOGRÁFICAS DO HIP HOPÉ VERMELHO 2015


LEMBRANDO SAINT-EXUPÉRY


DICA DO BLOG: PROMO PIZZA

Até no nome a empresa traz o detalhe de bom preço e ótima qualidade!

Para sua promoção de igreja, escola ou reunião empresarial e familiar!

Promo Pizza atende toda Londrina e região com o sabor da Itália que o brasileiro tanto aprecia:


AGENDA MOYSÉS MARQUES

Dia 02/08, Domingão, às 21h. //Festival do Beco das Garrafas com Moyseis Marques no show “Laboratório Made in Brasil” .//

Local: Beco das Garrafas (lotação 60 sentados/30 pista)
Endereço: Rua Duvivier, 37J - Copacabana
(Tel: 2543.2962 seg a sex 10h às 17h)
Data: domingo, dia 02 de agosto, às 21h


Couvert Artístico: R$ 40,00 (inteira) – pagamento só em dinheiro


*Consumo pode ser pago em dinheiro ou débito.

Músicos: Chris Mourão (percuteria), Dudu Oliveira (sopros), Julio Florindo (baixo), Rafael Malmith (Violão 7 cordas).

A MPB DE JAIME SANTOS NA FEIRA DO FEITO A MÃO, EM LONDRINA

Apresentação "A Cor do Dia" na Feira Do Feito a Mão
Sábado, 1 de agosto às 16:00 Domingo, 2 de agosto às 18:00
Londrina - Paraná, Brazil em Londrina

DEMO SUL VAI AO TEATRO

Novos projetos, novos ambientes e música de qualidade. 

Demo Sul vai ao teatro ! 


Dia 8/8 (sábado), as 19h30 - Centro Cultural Sesi.

https://www.youtube.com/watch?v=6jo4dCjUpD0&feature=youtu.be

FACEBOOK: GRUPO DA TOCA ARTE AÇÃO CRIAÇÃO REPERCUTE OS 100 ANOS DE KOELLREUTTER

acompanhar as ações referentes ao centenário de HJK, entre na TOCA: arte ação criação e nessa página dedicada a HJK 100 !

https://www.facebook.com/groups/1605634273051916/1614340452181298/?notif_t=like

 
Koellreutter, um revolucionário na música brasileira

Hans Joachim Koellreutter (Freiburg, 1915 – São Paulo, 2005), radicado no Brasil desde 1937, o compositor, ensaísta e educador de origem alemã afirmou-se como uma das mais expressivas e inquietantes personalidades da música contemporânea brasileira. Seu pensamento e suas ideias ousadas, provocativas e polêmicas permanecem e ainda ressoam em muitas gerações de músicos, compositores, educadores, interpretes-performers e pesquisadores. Sua marca questionadora segue inscrita em muitos de nós assim como o exemplo de postura inquietante, estimulando incessantemente o livre pensar e a consciência critica. 

Um de seus lemas: "Por que? Questionar tudo, sempre!". A dúvida sempre foi, para Koellreutter, mola mestra do pensamento. Refletir sobre as proposições de HJK, nos coloca em sintonia com o pensamento de pedagogos, cientistas e filósofos de nosso tempo buscando novos paradigmas para a educação de seres humanos íntegros, coerentes, responsáveis e livres.

Resumo da palestra que foi realizada no dia 16 de julho, 17:30, no Centro Cultural SESI/AML, a convite do 35o. Festival de Música de Londrina.

2015 LEMBRA OS 90 ANOS DA MORTE DO COMPOSITOR ERIK SATIE


[creditofoto]


Nascido em 17 de maio de 1866, na França, Erik Satie entrou no Conservatório de Paris em 1879, abandonando os estudos logo depois. Tornou-se, então, pianista de cafés, freqüentando a boêmia do bairro de Montmartre. Em 1891 conheceu Debussy, de quem se tornou amigo.

Abandonou Montmartre em 1898, passando a viver na solidão, no subúrbio de Arcueil, retomando em 1905 os estudos na Schola Cantorum, onde foi discípulo do compositor Albert Roussel. Pouco antes de morrer, patrocinou um grupo de jovens músicos conhecidos como École d'Arcueil.

Satie viveu na pobreza. Ascética como sua vida foi também a sua concepção musical. Seu ódio à grandiloqüência conduziu-o a uma delimitação radical dos meios expressivos e da articulação original. Sua obra, de proporções reduzidas, ocupa um lugar único, exclusivo, na história da música moderna. O valor básico de sua obra repousa em sua originalidade.

Excêntrico sem par, solitário que não aderiu a qualquer grupo, humorista sarcástico, Satie estendeu esse espírito à própria arte, dando títulos extravagantes às suas obras e enchendo as notações musicais de comentários absurdos.

Sua atitude exterior foi a de um clown, sendo, por isso, detestado por muitos como mistificador e endeusado por outros como vanguardista. Combinou estranhamente o misticismo e o humor, o music hall e o cantochão. Sua atitude, na arte, foi anti-retórica e de um anti-sentimentalismo extremo. A linguagem de seus títulos corresponde, de fato, à linguagem de sua música.

Despojamento total

A parte mais característica da obra de Satie é a música para piano. Seu período inicial é o das danças, que compreende as Trois sarabandes, Trois gymnopédies e Trois gnossiennes, compostas entre 1887 e 1890, todas de harmonias extremamente delicadas.

Associada às Sonneries de La Rose-Croix para piano está a Missa dos pobres, de 1895, para vozes e órgãos, onde Satie contrasta harmonias cromáticas requintadas com a simplicidade e a impessoalidade do cantochão.

Um novo período relaciona a pantomima musical Jack in the Box com peças pianísticas de café-concerto. Depois, os títulos se tornam cada vez mais extravagantes. Satie especula sobre a linguagem musical na obra Embriões dissecados, de 1913, utilizando-se ironicamente de pastichos, parodiando a Marcha fúnebre de Chopin.

Peças pianísticas posteriores continuam essa linha de antilinguagem musical, mas outras, como os Nocturnes, de 1919, retomam a emotividade contida das Trois gnossiennes.

Em 1916, o balé Parade causou escândalo, pela repetição proposital dos padrões rítmicos e pela intercalação de sons não musicais (ruídos de uma máquina de escrever), mas numa simetria arquitetônica rigorosa.

Semelhantes tentativas de expressão musical alheias às associações convencionais se produzem nos balés Repouso, de 1924. Mas é com Socrate, drama sinfônico para quatro solistas e orquestra de câmara, que Satie chega à sua experiência mais pessoal. Uma harmonia severa, extremamente despojada, acompanha a linha vocal do cantochão.

Socrate é composta dentro de padrões lineares, objetivos, sem qualquer tentativa de efeitos dramáticos. Mas o efeito final é contrário, sentindo-se a dramaticidade contida da obra. A ironia desaparece e cede lugar a um despojamento total - exatamente o objetivo da concepção de arte de Satie.

FONTE: Enciclopédia Mirador Internacional

CONCERTO DA HARMONIA EM LONDRINA TEM RONEY MARCZAK E CONVIDADOS

Concerto da Harmonia - com Roney Marczak e convidados
Local: Teatro Crystal (Rua Quintino Bocaiúva, 15)
Data: 30 de julho de 2015 (quinta-feira)
Horário: 20 horas

Ingressos na ACIL ou pelo fone (43) 3343-4445

https://www.facebook.com/events/447259758789091/
http://www.acil.com.br/…/2015/concerto-da-harmonia-roney-ma…

A ARTE DO ENCONTRO: MARIA CREUZA E TOQUINHO HOMENAGEIAM VINÍCIUS DE MORAES

Dois dos maiores intérpretes da música brasileira reúnem-se para homenagear o compositor e parceiro Vinicius de Moraes.

Show será no dia 20 de agosto, no Teatro do Bourbon Country

A amizade entre estes dois ícones da música brasileira nasceu em 1970, quando Vinicius convidou ambos a participarem de seus shows na Argentina. Nascia ali uma parceria entre Toquinho e Vinícius, sempre acompanhada de perto por Maria Creuza, que esteve junto deles em vários momentos. O disco Vinícius en La Fusa com Maria Creuza e Toquinho, gravado em Buenos Aires nesta tournée, tornou-se um clássico da música brasileira e é considerado até hoje um dos melhores discos gravados ao vivo.

Neste show histórico, que vai reunir novamente estes dois grandes nomes da MPB, Toquinho e Maria Creuza e Banda prometem interpretar os grandes clássicos de Vinicius de Moraes compostos com parceiros como Tom Jobim e Baden Powell e as principais canções compostas por Toquinho e Vinicius, num momento que promete entrar para a histórica da música brasileira.

Classificação: Livre

Meia Entrada: Sênior maior de 60 anos em conformidade com lei nº 10.741 de 1º/10/ 2003.

Estudantes e jovens até 15 anos conforme disposição da Lei 14.612, de 01/12/2014.

Será obrigatória a apresentação do documento que comprove o direito ao benefício.

Política de venda de ingressos com desconto: as compras poderão ser realizadas nos pontos de venda físicos, mediante apresentação de documentos que comprovem a condição de beneficiário
.
Nas compras realizadas pelo site e/ou call Center, a comprovação deverá ser feita no ato da retirada do ingresso na bilheteria e no acesso às casas de espetáculo.

Caso o benefício não seja comprovado, o portador deverá complementar o valor do ingresso adquirido para o valor do ingresso integral, caso contrário, o acesso ao Teatro não poderá ser autorizado.

Ponto de Venda Sem Taxa de Conveniência: Bilheteria do Teatro do Bourbon Country

Av. Túlio de Rose, 80 / 2° andar
Bairro: Passo D’Areia – Porto alegre - RS

Horário de Funcionamento: de Segunda a Sab. das 10h às 22h e Domingos e feriados das 14h às 20h.

Formas de Pagamento: Dinheiro, Vale Cultura, Cartões de Crédito (1x) e Débito (Exceto Banricompras).

Número do alvará de funcionamento: 48656062- validade: 16/03/2016.

Número do alvará do corpo de bombeiros: 000022/011400/2012.

Lotação máxima: 1.144 Pessoas

DIVULGAÇÃO: Campanha Nacional pelo Direito à Educação torna público portal sobre CAQi/CAQ em reunião do CEE-PR‏


PRÉ-LANÇAMENTO

Campanha Nacional pelo Direito à Educação torna público portal sobre o CAQi/CAQ em plenária do Conselho Estadual de Educação do Paraná (CEE-PR)

O portal www.custoalunoqualidade.org.br apresenta os valores atualizados do Custo Aluno-Qualidade Inicial (CAQi) e traz informações sobre o Custo Aluno-Qualidade (CAQ) no PNE 

Nesta quarta-feira (29/07) às 9h, em plenária do Conselho Estadual de Educação do Paraná (CEE-PR), Daniel Cara, coordenador geral da Campanha Nacional pelo Direito à Educação, em ato de pré-lançamento, tornará público o portal, que atualmente está em fase de finalização e apresentação para diferentes atores do campo educacional e representações da sociedade civil que integram a rede da Campanha em todo o Brasil.

O portal apresenta, de forma sintética, o histórico, a concepção, as informações sobre legislação e os valores e cálculos do CAQi por etapas e modalidades do Fundeb, além de informações sobre o CAQ no PNE. Há também um jogo de simulação que permite o usuário praticar a lógica do CAQi a partir da inserção de dados que geram uma estimativa aproximada do CAQi para a sua localidade com base na sua realidade.  

Em breve, também será lançada no portal uma videoanimação com o personagem “Zeca Tonho” com a explicação de forma simplificada sobre o histórico, conceitos e metodologias de cálculos do CAQi e CAQ.  

Plano Nacional de Educação, Lei 13.005/2014
Graças à incidência da sociedade civil, em especial da Campanha Nacional pelo Direito à Educação, o CAQi e o CAQ foram plenamente reconhecidos como instrumentos basilares para a consagração do direto à uma educação pública de qualidade no Brasil. Foram incluídos em quatro das doze estratégias da Meta 20 do novo PNE (Plano Nacional de Educação, Lei 13.005/2014), que trata do financiamento da educação. É possível dizer que os dois mecanismos são os meios pelos quais todas as metas relativas à educação básica serão cumpridas no PNE.

CAQi é um mecanismo criado pela Campanha Nacional pelo Direito à Educação. Ele traduz em valores o quanto o Brasil precisa investir por aluno ao ano, em cada etapa e modalidade da educação básica pública, para garantir, ao menos, um padrão mínimo de qualidade do ensino. Para realizar este cálculo, o CAQi considera condições como tamanho das turmas, formação, salários e carreira compatíveis com a responsabilidade dos profissionais da educação, instalações, equipamentos, infraestrutura e insumos adequados para cumprir o marco legal brasileiro. O CAQ, que está sendo discutido e calculado pela rede da Campanha Nacional pelo Direito à Educação, representará o esforço do Brasil em se aproximar dos países mais desenvolvidos do mundo em termos educacionais.

Embora o CAQi e o CAQ constem na Lei do PNE, é preciso criar normas ou leis específicas que determinem como eles serão operacionalizados. O Parecer e proposta de Resolução 8/2010 da Câmara de Educação Básica do CNE (Conselho Nacional de Educação) normatiza os padrões mínimos de qualidade da educação básica nacional, como resultado de uma parceria entre o Conselho e a Campanha Nacional pelo Direito à Educação. A Resolução 8/2010 diz como o CAQi deve dialogar com as políticas do Ministério da Educação, em especial o PAR, os planos de ação articuladas.

Mas a Resolução nunca foi homologada pelo Ministério da Educação. Não tem sido interesse do Governo Federal regulamentar um mecanismo que o obriga transferir recursos para Estados e Municípios. Isso diz respeito à fragilidade da democracia brasileira e a um pacto federativo incompleto.

Quadro do CAQi, com base na parceria Campanha-CNE

O portal www.custoalunoqualidade.org.br foi produzido com o apoio do Instituto Natura.
A Campanha Nacional pelo Direito à Educação tem o apoio institucional da ActionAid, Instituto C&A, Instituto Natura, Open Society Foundations e Unicef.  

Serviço:
Campanha Nacional pelo Direito à Educação
Andressa Pellanda – assessora de comunicação e mobilização
(11) 3159.1243 ou (11) 98283.0001

Conselho Estadual de Educação do Paraná
Avenida Sete de Setembro, 5580 - Batel, Curitiba - PR, 80240-001
(41) 3212-1150

LONDRINA: AUTO POSTO GP RECEBE SHOW RETRATO EM BRANCO E PRETO

Show Retrato em branco e Preto
Quinta, 30 de julho às 20:00 a Sexta, 31 de julho às 22:00
Auto Posto GP em Londrina

9 DE AGOSTO: PRÓXIMA REUNIÃO DA ACADEMIA DE LETRAS DE LONDRINA

Agende o dia da nossa próxima reunião: domingo, 09 de agosto, a partir das 10h. Não perca!
 

II MOSTRA DE FESTA INFANTIL DE LONDRINA

2º Mostra de Festa Infantil de Londrina!!
Sábado, 15 de agosto às 10:00

terça-feira, 28 de julho de 2015