sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

OLODUM NO CARNAVAL


SONETO, DE NEUZA PINO NISSEN



SONETO AO ANJO DE MEU ANJO
Anjo bem aventurado levou meu amado
Um rastro dourado desenhou o céu
A máscara cinzenta envolveu em véus
Levá-lo, sofrível pecado

Porque deixou o amigo sempre presente?
 O companheiro do coração, o amado violão
As cordas choram o abandono, enferrujarão
Lá está num canto empoeirado, dolente

Choram os dois, também eu, esta desdita
Una-os, etéreo será este laço
Esta dor pungente será então bendita

Quando despertar exuberante a nova aurora
Partirá a dor do abandono de agora
No infinito celestial, estarão em paz afinal!

(NEUZA PINTO NISSEN)



CONCURSOS E OPORTUNIDADES LITERÁRIAS DO VARAL DO BRASIL




NOTA OFICIAL DA SECRETARIA DE CULTURA DE LONDRINA SOBRE O CARNAVAL

Sobre os pontos questionados pelo sr. Stanley Kennedy Garcia, cumpre informar que a realização do desfile das escolas de samba ou outro evento cultural não deve ser atrelada à vontade do gestor público. Se em algum momento foi assim, neste momento não o é.

O fomento municipal às atividades culturais acontece regulamente através do Promic desde 2003.Este fomento é destinado a toda e qualquer manifestação cultural de Londrina. A seleção de projetos é feita por comissões independentes, compostas por representantes indicados pelo Conselho de Cultura e pela Secretaria da Cultura. Para 2014, no edital Projetos Estratégicos, existia uma linha específica para o Carnaval. Foram apresentados dois projetos, nenhum deles contemplava uma proposta de desfile.

Sobre a reprovação das contas do projeto “Carnaval 2013”, apresentado pela Adecesc, as questões apontadas pela Controladoria Geral do Município indicam que não houve atendimento às regras formais na execução de despesas. A Secretaria Municipal da Cultura tomou as providências recomendadas ao caso, cumprindo com a sua função. Estes são os fatos.

Solange Cristina Batigliana, secretária Municipal de Cultura

FOTOGRAFIA DE JAMES CASEBERE NA GALERIA DANIEL TEMPLON

James Casebere, nascido em Lansing, Michigan também expõe este mês (março) na Galeria Daniel Templon.

Casebere se formou na Faculdade de Minneapolis de Arte e Design em 1976.

No outono de 1977, ele participou do Programa de Estudo Independente Whitney, em Nova York, e, em seguida, mudou-se para Los Angeles, onde estudou com John Baldessari e Doug Huebler .
Seu trabalho inicial está associada com a chamada "Pictures Generation" de " artistas pós-modernos"que surgiram na década de 1980, incluindo nomes como Cindy Sherman , Robert Longo , Laurie Simmons , Richard Prince , Matt Mullican , James Welling , Michael Zwack , Barbara Kruger e outros. Desde então, Casebere desenvolveu modelos complexos e os fotografou em seu estúdio.

Referenciando arquitetura, história da arte e cinema, espaços abandonados da Casebere são feitas a partir de construções de mesa de materiais simples reduzido a formas essenciais.

quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

SAMBA DO ARNESTO

O Arnesto nos convidou pra um samba, ele mora no Brás
Nós fumos não encontremos ninguém

  Nós voltermos com uma baita de uma reiva
Da outra vez nós num vai mais
Nós não semos tatu!

  No outro dia encontremo com o Arnesto
Que pediu desculpas mais nós não aceitemos
Isso não se faz, Arnesto, nós não se importa
Mas você devia ter ponhado um recado na porta

  Um recado assim ói: "Ói, turma, num deu pra esperá
Aduvido que isso, num faz mar, num tem importância,
Assinado em cruz porque não sei escrever"
Arnesto.

(Adoniran Barbosa)

MORRE ERNESTO PAULELLI, INSPIRADOR DO SAMBA DO ARNESTO

Morreu aos 99 anos, em São Paulo, Ernesto Paulelli, que serviu como personagem para a canção "Samba do Arnesto", composta por Adoniran Barbosa e lançada em 1953.

Morador da Mooca, Ernesto tinha 99 anos e morreu de causas naturais, segundo informou sua filha Valéria Paulelli.

Ernesto era violonista e, no final da década de 30, chegou a tocar na rádio Bandeirantes durante um ano. Foi a convite da cantora e amiga Nhá Zefa que ele se apresentou junto a ela na Record - período em que conheceu Adoniran.

Tendo corrigido o sambista dizendo que seu nome correto era Ernesto e não Arnesto, como Barbosa o havia chamado, plantou sem querer a ideia de uma canção na cabeça de Adoniran, que no momento brincou que comporia uma música com base naquela conversa.
Antes do encontro, Adoniran Barbosa havia apenas lançado seu primeiro disco de 78 rotações, "Agora Podes Chorar" (1936), e fazia pouco sucesso. A canção "Samba do Arnesto" veio a ser lançada quase duas décadas mais tarde.
Segundo contou em entrevista à revista "Brasileiros" em 2008, Ernesto se emocionou e chorou abraçado à mulher, Alice, ao ouvir pela primeira vez a música feita em sua homenagem , em 1955, transmitida pela Rádio Bandeirantes.

O reencontro com Adoniran só viria dois anos mais tarde, em uma gravação na TV Record, em que o compositor pediu a opinião de seu "muso" e disse que eles seriam compadres a partir daquele momento.

Antes de se dedicar à música, Ernesto chegou a trabalhar como engraxate, auxiliando seu pai que era sapateiro. Até 1922, morou no bairro do Brás, tendo se mudado posteriormente para a Mooca. Virou vendedor de chuchu e trabalhou no jogo do bicho. Tocou violão em diversas cantinas de São Paulo.

Aos 60 anos se formou em Direito e trabalhou na área Civil durante três décadas. Era pai de cinco filhos, Vanda, José Carlos, Vicente, Valéria e José (deles, apenas Vicente e Valéria estão vivos).

MÚSICO (EX BANDA A CHAVE) ANTONIO GILBERTO LAGO É ENCONTRADO CARBONIZADO EM CURITIBA

O corpo do músico curitibano e funcionário da prefeitura Antônio Gilberto Lago foi encontrado carbonizado no interior do próprio carro, em uma estrada rural de Campo Magro, na Região Metropolitana de Curitiba, na quarta-feira (26).

Ele estava desaparecido desde terça-feira (25). Lago era ex-integrante da banda A Chave e tinha 62 anos.

De acordo com informações do Serviço Funerário Municipal, o corpo de Lago está sendo velado na capela 3 do Cemitério Municipal São Francisco de Paula, em Curitiba. O enterro ocorrerá na tarde desta quinta-feira, às 15 horas, no Cemitério do Santa Cândida.

Vídeos e informações sobre a banda:

www.youtube.com/watch?v=mlwTqY52c7g

www.youtube.com/watch?v=ASSwPowUeME

www.brasilcultura.com.br/.../a-chave-faz-revival-e-lanca-cd-o-pirata-do-...

quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

PÁGINA DO BATUQUE NA CAIXA CHEGA AOS 120.000 ACESSOS


http://palcomp3.com/batuquenacaixa

O batuque na caixa também comemora o selo do Prêmio Itaú Unicef por sua

classificação no certame que reuniu cerca de 6.000 projetos nacionais.

E a certificação do Prêmio Ozires Silva, promovido pelo ISAE/FGV.

ADEUS A PACO DE LUCIA

Paco de Lucía, violonista de flamenco, Prêmio Príncipe das Astúrias das Artes e símbolo, junto com Camarón de la Isla, da renovação e difusão mundial do flamenco, morreu nesta quarta-feira (26) em Cancún, no México, aos 66 anos de idade.

Francisco Sánchez Gómez, de nome artístico Paco de Lucía, introduziu ao flamenco, ao longo de sua carreira, ritmos como o jazz, a bossa nova e, inclusive, a música clássica.

Discípulo de Niño Ricardo e de Sabicas, e respeitado por músicos de jazz, rock e blues por seu estilo próprio, alcançou, entre outros muitos reconhecimentos, um Grammy para o melhor álbum de flamenco em 2004; o Prêmio Nacional de Guitarra de Arte Flamenco; a Medalha de Ouro ao Mérito das Belas Artes em 1992; o Prêmio Pastora Pavón La Niña de los Peines de 2002; e o Prêmio Honorário da Música de 2002.
Nascido em 21 de dezembro de 1947 na cidade de Algeciras com o nome de Francisco Sánchez Gómez, aos sete anos pegou pela primeira vez um violão pelas mãos de seu pai e, depois, de seu irmão mais velho.
Por sua mãe portuguesa ficou conhecido como "Paco, o de Lucía", ao identificar, assim como na Andaluzia, o filho com o nome da mãe, Lucía Gomes.

Com 12 anos formou o dueto "Los Chiquitos" de Algeciras com seu irmão Pepe nos vocais. O grupo fez sucesso em 1961 em um concurso de Jerez e com o qual gravou seu primeiro disco.

Contratado pelo bailarino José Greco em 1960 como terceiro violonista da Companhia do Balé Clássico Espanhol, fez sua primeira turnê pelos Estados Unidos, e depois foi o segundo violonista e viajou por meio mundo. Foi aí que conheceu os músicos Sabicas e Mario Escudero, que o incentivaram a compor suas próprias músicas.

Aos 17 anos entrou para um grupo financiado pelos representantes alemães Horst Lippmann e Fritz Rau para seu espetáculo "Festival Flamenco Gitano", com o qual percorreu a Europa e no qual figuravam Camarón, El Lebrijano, El Farruco e Juan Moya.

Acompanhado com frequência por seus irmãos Ramón de Algeciras e Pepe de Lucía, gravou seus primeiros discos solo em meados dos anos 1960: "La Fabulosa Guitarra de Paco de Lucía" (1967) e "Fantasía Flamenca" (1969).

Sua consagração chegou nos anos 1970, com memoráveis atuações no Palau de Barcelona, no Teatro Real e no Teatro Monumental de Madri, e sua primeira gravação ao vivo "Paco en vivo desde el Teatro Real", lhe rendeu seu primeiro disco de Ouro.

Foi em Madri que surgiu a mítica dupla El Camarón-De Lucía, tão virtuosa e purista como renovadora do flamenco e que se traduziu em mais de dez discos de estúdio, como "El Duende Flamenco" (1972) e "Fuente y Caudal" (1973).

Ganhou o Prêmio Castillete de Oro del Festival de Las Minas em 1975; single de ouro em 1976 por sua magnífica rumba "Entre dos Águas" e disco de ouro em 1976 por "Fuente y Caudal".
No final dos anos 1970, ganhou muita popularidade fora da Espanha por seus trabalhos com os guitarristas John McLaughlin, Al Di Meola e Larry Coryell.

Fundou em 1981 seu "Sexteto", com Ramón de Algeciras (segundo violão), Pepe de Lucía (vocais e palmas), Jorge Pardo (saxofone e flauta), Rubén Dantas (percussão) e Carles Benavent (baixo), o que lhe permitiu criar o conceito atual de grupo de flamenco.

Colaborou no disco "Potro de Rabia y Miel" de seu grande amigo Camarón, e a morte deste, em 1992, o fez cancelar suas apresentações por todo o mundo durante quase um ano. Inclusive pensou em se aposentar, retornando um ano depois aos palcos com uma nova turnê europeia, na qual fez 40 apresentações nos EUA e gravou "Live in America".

Entre seus discos estão "Fantasía Flamenca", "Recital de Guitarra", "El Duende Flamenco de Paco de Lucía", "Almoraima", "Solo Quiero Caminar", "Paco de Lucía en Moscú", "Zyryab", "Siroco" e "Lucía" (1998)
Após um hiato de cinco anos, em 2004 gravou "Cositas Buenas", considerado pela crítica uma "obra prima", com oito temas inéditos, acompanhado pelo violão de Tomatito e a voz recuperada de Camarón, e que lhe rendeu o Grammy Latino de melhor álbum de flamenco.

Um ano antes, lançou sua primeira coletânea, "Paco de Lucía Por Descubrir", com seus trabalhos de 1964 a 1998.

No dia 29 de junho de 2010 ofereceu um magnífico concerto para 2,5 mil espectadores que se reuniram na Puerta del Ángel de Madri.

Em 2011, participou em um disco de flamenco tradicional do músico Miguel Poveda.
Tornou-se Doutor Honoris Causa pela Universidade de Cádiz e pelo Berklee College of Music de Boston (EUA, 2010).

O músico estava estabelecido em Toledo e passava temporadas em Cancún, onde praticava pesca submarina. Teve três filhos, frutos de seu primeiro casamento em 1977 com Casilda Varela em Amsterdã: Casilda, Lucía e Francisco.

Fonte: EFE

terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

CLAUDE VIALLAT EXPÕE NA GALERIA DANIEL TEMPLON

Galeria Daniel Templon, na França abre exposição de Claude Viallat, também francês e nascido em 1936.

Em 1955, entrou para a École des Beaux-Arts (Escola de Belas Artes), em Montpellier , onde conheceu André-Pierre Arnal, Vincent Bioulès, Daniel Dezeuze, Toni Grand, François Rouan, e Henriette Pous, com quem se casou em 1962.

Depois de fazer o serviço militar na Argélia 1958-1961, integrou o École Nationale Supérieure des Beaux-Arts (Escola Nacional de Belas-Artes) de Paris , onde se encontrou com colegas Joël KERMARREC, Pierre Buraglio e Michel Parmentier.

Ele descobriu arte americana em Paris, nomeadamente os trabalhos de Kenneth Noland , Morris Louis , Sam Francis , e Mark Rothko .

Se tornou professor na École des Arts Décoratifs (Escola de Artes decorativa) de Nice, em 1964, e decidiu criar uma nova linguagem formal questionando as convenções da pintura clássica . Ele, então, começou a trabalhar sistematicamente com uma forma afixada sobre tela sem macas. Sua primeira exposição individual aconteceu em Nice, da Galerie A em 1966. Ele também participou em várias exposições coletivas naquele ano.

No mesmo ano, ele participou do " Amsterdam - Düsseldorf - Paris "exposição no Solomon R. Guggenheim Museum de Nova York, eo "Douze Ans d'Art Contemporain en France" (exposição Doze Anos de Arte Contemporânea na França) o Grand Palais em Paris .

Em 1991, ele se tornou um professor na École Nationale Supérieure des Beaux-Arts (Escola Nacional de Belas Artes) de Paris e participou na exposição retrospectiva histórica e Supports / Surfaces no Musée d'Art Moderne (Museu de Arte Moderna) de Saint- Étienne.

GRAVAÇÕES AO VIVO "CHOROS DO CEARÁ" COM MARIA DO CÉU INTERPRETANDO FRANCISCO SOARES DE SOUZA

Gravações ao Vivo- Live Recordings

Recital de Lançamento do CD "Choros do Ceará"-

Solos de Violão- Maria do Céu.

Acompanhamento :

Prof. Luiz Otávio Braga – Violão 7 Cordas e Direção Musical.

Rodrigo Sebastian- Baixo Elétrico

Di Lutgardis- Percussão.

Giovana Melo- Flauta

Compositor-Francisco Soares de Souza (In Memoriam)

Prezados amantes da boa música ,

Estou lhes dedicando o Link postado no Google Drive com as gravações ao Vivo do Recital de lançamento do CD "Choros do Ceará" no Espaço Cultural Sérgio Porto-RJ, com com os solos da violonista carioca "Maria do Céu" interpretando as composições do violonista cearense "Francisco Soares de Souza"(In Memoriam) , em 23-08-2.000.

Estou dedicando também o Link com as gravações dos LP`s:

"Um Recital no Clube do Violão", "Brasilidade" e do CD "Nonato Luiz-Ceará"com as composições do Francisco Soares de Souza, interpretadas pelo próprio autor,Sebastião Tapajós e Nonato Luiz .

Dear friends from the music,

Am dedicating to you 02 Links posted in the Google Drive with the Guitar Solos interpreted by the Guitarists: Maria do Céu, Francisco Soares de Souza ,Sebastião Tapajós and Nonato Luiz.

Composer-Francisco Soares de Souza- Brazil.

Best regards (Cordialmente),

Airton C Soares

Email-
airtoncsoares@gmail.com

Maria do Céu

Email-
maria.dc@globo.com

Links para o Google Drive:

Dados Biográficos Francisco Soares de Souza - Revisão Final

https://drive.google.com/file/d/0B51i2q0wrKT-M2c4VG1EU3BZSFU/edit?usp=sharing

Dados Biográficos Francisco Soares de Souza

https://drive.google.com/file/d/0B51i2q0wrKT-YXRicDFESDVrd2M/edit?usp=sharing

Biography Francisco Soares de Souza-English and Spanish

https://drive.google.com/file/d/0B51i2q0wrKT-MEVaWDMwOWdPNEE/edit?usp=sharing

Pareceres de Conservatórios Nacionais e Internacionais

https://drive.google.com/folderview?id=0B51i2q0wrKT-Q0FCR0s3Q1c0MFE&usp=sharing

Fotos Francisco Soares de Souza com Maria Luiza Anido no Violão Clube do Ceará

https://drive.google.com/file/d/0B51i2q0wrKT-cTZRdDdHNVNiTGM/edit?usp=sharing

Lançamento do CD Choros do Ceará – Espaço Cultural Sérgio Porto-RJ – Solos Maria do Céu – Composições de Francisco Soares de Souza– 23/08/2000.

https://drive.google.com/folderview?id=0B51i2q0wrKT-NWhKWFpzY2h6dlk&usp=sharing

Francisco Soares de Souza – CD Um Recital no Clube do Violão – 04 Solos Sebastião Tapajós e 01 Nonato Luiz

https://drive.google.com/folderview?id=0B51i2q0wrKT-RFNXVnpvcV9wMkk&usp=sharing

SELETIVAS 2014 DA EDITORA LITERACIDADE

Saudações Literárias,

Até dia 10 de março, estamos recebendo textos (poemas e contos) para as seguintes seletivas:

Para amar em todos os tons: em rosa em rubro em rubi
Antologia sem custos – um volume de prosa e outro de poesia
Textos com conteúdo romântico-libidinoso, sensual ou erótico.
http://literacidade.us7.list-manage2.com/track/click?u=792170a49fd3d4da6916db432&id=c146589b65&e=06e928d1d7

Toques de Letras – prosas do mundo da bola – Antologia cooperativada de textos em prosa sobre Futebol
http://literacidade.us7.list-manage1.com/track/click?u=792170a49fd3d4da6916db432&id=d28494af58&e=06e928d1d7

Se eu perder esse trem - Antologia cooperativada de textos em prosa sobre o universos ferroviário
http://literacidade.us7.list-manage.com/track/click?u=792170a49fd3d4da6916db432&id=4f3a86b4a1&e=06e928d1d7

Cancioneiro Girândola – uma antologia poética de participação rotativa sem custos
http://literacidade.us7.list-manage1.com/track/click?u=792170a49fd3d4da6916db432&id=582dbbc24a&e=06e928d1d7

Antologia Literária Cidade – volume 11 – verso e prosa – tema livre.
Nosso primeiro projeto, onde já foram publicados mais de 300 autores.
http://literacidade.us7.list-manage1.com/track/click?u=792170a49fd3d4da6916db432&id=61b0fc6b30&e=06e928d1d7

Desde o ano passado temos adotado o regime de partilha como uma alternativa editorial de mercado. Envie-nos seu original e espere nossa resposta e/ou nossa proposta. A gente não aprova tudo o que recebe nem deixamos os autores sem resposta. Pode demorar um pouco, mas a gente responde. No regime de partilha, você assume a menor parte dos custos e nós assumimos a maioria, bem como assumimos os riscos.

Conheça nosso site: www.literacidade.com.br, adicione-nos no facebook www.facebook.com/literacidade, curta nossa fanpage: www.facebook.com/eliteracidade e visite nossa livraria virtual: www.livrariaelcidade.lojaintegrada.com.br.

Um abraço e até breve,

Ed. LiteraCidade

I SARAU LITERÁRIO DO INSTITUTO MEMÓRIA

Vinte e dois autores curitibanos fazem hoje, às 19 horas, o lançamento em conjunto de seus novos livros durante o 1.º Sarau Literário do Instituto Memória.

O evento será realizado no Palacete dos Leões (Av. João Gualberto, 530/570, Alto da Glória). A entrada é franca.

POR QUE DEVERIA TER DESFILE DE CARNAVAL EM LONDRINA? UM ARTIGO DE VALDIR GRANDINI

Do blog do jornalista Zé Otávio, divulgamos o artigo escrito por Valdir Grandini sobre o carnaval de Londrina:

Conheça o blog de Zé Otávio: http://blogs.odiario.com/zeotavio/2014/02/24/carnaval-de-londrina-2/

POR QUE DEVERIA TER DESFILE DE CARNAVAL EM LONDRINA?

- Porque o carnaval é uma festa convergente, que envolve, que dá vazão à criatividade popular. Goethe disse entusiasmado que o carnaval é uma festa que o povo dá a si mesmo. E nosso Joãosinho Trinta dizia sempre que podia chover canivete, mas esse espetáculo nunca poderia parar…

- Não faz sentido gente que atua em outras linguagens artísticas considerar merecer recursos do fomento cultural e dizer que o carnaval não mereceria, por acha-lo carecedor de qualidade, ou porque o consideram manifestação artística de menor importância. Qualidade se melhora fazendo. Isso vale para TODAS as manifestações artísticas. Artistas que se distanciam do espírito popular, lembrou Brecht, provocam que o povo deixe de viver a arte como coisa humana.

- Tem quem diz que as escolas de samba deveriam levantar recursos próprios durante todo ano para realizar o desfile. Tudo bem. O conselho é válido, inclusive para todas as áreas e eventos culturais, não é mesmo? Mas também é válido realçar a importância de recursos públicos para eventos e projetos de teatro, música, dança, literatura, artes plásticas, carnaval, etc. etc. Essa é a forma de garantir que a população tenha canais de criação e fruição da diversidade expressiva, não é?

- Enquanto estive(mos) na Secretaria de Cultura, de 2001 a 2008, ampliamos os recursos e incentivamos a organização das escolas de samba. Houve um bom impulso. Outras coisas poderiam ter sido alcançadas, mas não deixamos os problemas nos afastarem da importância e da festa do carnaval. Isso não!

- Falta gestão técnica? Falta profissionalismo? Faltam documentos? Pode ser que sim. E isso é ruim. Mas não pode faltar boa vontade. Se nesse 2014 não houver desfile, em 2015 tem que haver. E é preciso respeito e boa vontade com quem produz e gosta de carnaval. “A cultura é de todos, devemos começar por aí”, dizia Raymond Willians, um dos maiores expoentes dos estudos culturais. Ou como disse nosso Mário de Andrade, diante da festa do carnaval:

“Tremi de frio nos meus preconceitos eruditos
Ante o sangue ardendo povo chiba frêmito e clangor.”

Valdir Grandini
Jornalista, Produtor Cultural e Ex-Secretário de Cultura de Londrina

segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

NOTA DA ADECESC SOBRE O CARNAVAL DE LONDRINA 2014

Em nome da transparência e da decência, peço que a secretária de Cultura de Londrina, Solange Batagliana, ou o prefeito Alexandre Kireeff venham a público dizer que não querem mais desfile de escolas de samba em nossa cidade.

Ao afirmar durante todo o ano de 2013, que a Adecesc (instituição que presido e que organizou o carnaval ano passado) tinha problemas na prestação de contas, deu a entender que havia desvios ou algo parecido. Em reportagem recente [“Planejando a folia”, Jornal de Londrina, 19/02], a secretária afirma que não há indicio de desvios ou má-fé.

Mas insiste em bater no carnaval, afirmando agora que o povo de Londrina prefere retiro e descanso. Ao organizar o Carnaval, senti na pele a oposição da atual administração em relação à cultura popular e creio que muitos artistas e produtores locais também o sentem.

Peço apenas que em nome da verdade, os atuais gestores da Prefeitura de Londrina reconheçam que esta cultura não lhes interessa. Por fim, a alegação de que ninguém apresentou proposta de carnaval ao Promic é falsa, pois não houve edital específico para desfile de escolas de samba. E, portanto, não havia instrumento legal para encaminhar projetos à Secretaria de Cultura.

Stanley Kennedy Garcia
Presidente da Adecesc

MORRE ATOR HAROLD RAMIS, DE OS CAÇA-FANTASMAS

O ator norte-americano Harold Ramis, 69 anos, conhecido principalmente pelo papel de Dr. Egon Spengler em "Os Caça-Fantasmas" (1984), morreu nesta segunda-feira (24).

ESCULTOR URUGUAIO CARLOS PÁEZ VILARÓ MORRE AOS 90 ANOS

O pintor e escultor uruguaio Carlos Páez Vilaró morreu nesta segunda-feira aos 90 anos na residência Casapueblo, em Punta Ballena, próximo ao balneário de Punta del Leste, informou à Agência Efe sua secretária pessoal, María Dezuliari.

Páez, que tinha sido operado várias vezes do coração, morreu às 8h (locais) em Casapueblo, a famosa residência que construiu ao longo de décadas na confluência do Rio da prata e o Oceano Atlântico, e que se transformou também em um museu e uma das principais atrações turísticas do país.

domingo, 23 de fevereiro de 2014

POEMA "ANJO MENINA E A LUA", DE NEUSA PINTO NISSEN


ANJO MENINA E A LUA

-Venha cá anjo menina!

-Rápido, subas em minha cama e venhas

da janela ver a lua!

Indiquei-lhe o céu

Com olhos brilhantes perguntou-me:

-É o sol?

- Não minha pequenina, é o astro chamado lua,

o alimento dos poetas!

-O sol nos sorri ao alvorecer e a lua nos encanta

ao anoitecer.

Percebi em seu rostinho delicado e maravilhado

que não conhecia a magia do luar e das estrelas.

Porque será que adultos são tão egoístas,

Não apresentando aos pequeninos

os grandes encantos desta vida?

(NEUZA PINTO NISSEN)

MORRE ATOR ARDUÍNO COLASANTI, GALÃ DO CINEMA NOVO

O ator italiano Arduino Colasanti morreu, aos 78 anos, em Niterói, no Rio de Janeiro.

Colasanti fez o primeiro nu frontal do cinema nacional no filme Como era gostoso meu francês (1971), de Nelson Pereira dos Santos. Nascido na Itália em 1936, mudou-se para o Brasil aos 11 anos após a Segunda Guerra Mundial.

Segundo o jornal, ele teria sido responsável por trazer o surfe para o Brasil, criando pranchas para o surfe em pé – modalidade que ele sabia que acontecia no Havaí.

Sua estreia no cinema foi como protagonista do filme El Justiceiro (1967), também dirigido por Nelson Pereira dos Santos. Foi casado com personalidades famosas, como a atriz Leila Diniz e Sônia Braga.

MARIA VON TRAPP, DA NOVIÇA REBELDE, MORRE AOS 99 ANOS

Maria von Trapp, membro da família austríaca que fugiu da Alemanha nazista e cuja subsequente carreira musical inspirou o filme "A Noviça Rebelde", morreu nesta semana aos 99 anos, segundo jornais que citam o irmão dela.

Maria von Trapp morreu na última quinta-feira (20), mas a notícia só foi confirmada no fim do sábado (21) pelo seu meio-irmão Johannes von Trapp, segundo o jornal New York Daily News. Ela morreu de causas naturais em sua casa em Vermont, disse o diário.

Maria von Trapp era um dos sete filhos do capitão naval austríaco Georg von Trapp e sua esposa Agathe Whitehead von Trap.

Seu pai se casou novamente após a morte da esposa e teve mais três filhos com a segunda mulher, Maria Augusta von Trapp, que ensinou música às crianças e escreveu um livro que se tornou a inspiração para produções teatral e ao filme que tornou a história um clássico.

A família von Trapp deixou a Áustria em 1938 e realizou diversas performances musicais na Europa e Estados Unidos antes de firmar residência em Vermont.

(Fonte: Agência Reutters)

CAIO MESQUITA: JOVEM TALENTO DA MÚSICA INSTRUMENTAL

Conhecido por seu talento precoce e pela divulgação que faz da música intrumental entre o grande público, o jovem Caio Mesquita surgiu no Programa Raul Gil.

Conheça mais o músico:

www.caiomesquitasax.com.br

blogcaiomesquita.blogspot.com


fasdoprincipedosaxcaiomesquita.blogspot.com

LINKS DE PÁGINAS CULTURAIS E DESTAQUE PARA A MÚSICA DE MARIANE GUERRA E MARCELO JENECI


O blog Arte Brasil indica os links abaixo ligados à cultura no Brasil:

wwwcotipora.rs.gov.br

www.adaowons.blogspot.com


www.facebook.com/projeto.musicandarte


www.jocadeoliveira.com


www.issosimereal.blogspot.com


www.pernambucoradioweb.com


www.facebook.com/favelapotente


www.esquinapoetica.zip.net


www.facebook.com/polemisas


www.escambocoletivo.blogspot.com


www.mataengenhouchoa.blogspot.com


www.tvlivro.com.br


www.decaracomapoesia.blogspot.com


www.dicionariompb.com.br


www.luizluagonzaga.com.br


www.dedicacaoliteraria.blogspot.com


www.quintocantodomundo.blogspot.com

www.marianeguerra.com.br

www.marcelojeneci.com.br

INDICAÇÃO DO BLOG: REVISTA O CONSOLADOR

Bom dia. É com satisfação que lhe comunicamos os destaques da edição deste domingo da revista "O Consolador",na qual verá que foi lançada na última 6ª feira, pela EVOC, mais um livro virtual: "Luz na Mente", autoria de Jorge Hessen, o qual pode ser visto e baixado gratuitamente. Eis o link: http://www.oconsolador.com.br/editora/evoc.htm

Um ótimo domingo e forte abraço. (Astolfo O. de Oliveira Filho)

O Consolador n. 351

Destaques da edição



Veja quais são as matérias que compõem a revista O CONSOLADOR do dia 23 de fevereiro. http://www.oconsolador.com.br/ano7/351/principal.html

"Violência: como entendê-la?" é o título do editorial da presente edição.

http://www.oconsolador.com.br/ano7/351/editorial.html

Veja o que nesta semana ocorre no movimento espírita brasileiro. http://www.oconsolador.com.br/ano7/351/movimentoespiritabrasileiro.html

Acompanhe e anote os eventos espíritas internacionais desta semana. http://www.oconsolador.com.br/ano7/351/oespiritismoemoutrospaises.html

Jorge dos Reis, de São José dos Campos-SP, é o entrevistado desta edição.

http://www.oconsolador.com.br/ano7/351/entrevista.html

"Depois da fronteira" é o título do Especial escrito por Estênio Negreiros.

http://www.oconsolador.com.br/ano7/351/especial.html

Faz 67 anos que ocorreu a desencarnação do músico e poeta Jésus Gonçalves. http://www.oconsolador.com.br/ano7/351/especial2.html

"Luz na Mente", de Jorge Hessen, é o mais novo livro virtual editado pela EVOC.http://www.oconsolador.com.br/editora/evoc.htm

O despertar no além-túmulo varia de Espírito a Espírito? http://www.oconsolador.com.br/ano7/351/estudandomanoelphilomeno.html

Quando emitimos uma ideia, refletimos as ideias que se lhe assemelham? http://www.oconsolador.com.br/ano7/351/estudandoaserieandreluiz.html

Os fenômenos de efeitos físicos produzem convicções duradouras? http://www.oconsolador.com.br/ano7/351/classicosdoespiritismo.html

Ante a eternidade que nos aguarda, como proceder em relação aos bens que possuímos?http://www.oconsolador.com.br/ano7/351/empk.html

Que ocorre, após a morte, com as pessoas usurárias, endurecidas, egoístas e más?http://www.oconsolador.com.br/ano7/351/empk.html

Um Espírito encarnado que é muito ruim, era também ruim na sua encarnação anterior? http://www.oconsolador.com.br/ano7/351/cartas.html

Arthur Bernardes: "Precisamos conhecer o Espiritismo para podermos divulgá-lo".http://www.oconsolador.com.br/ano7/351/arthur_oliveira.html

"Passes com Jesus, sim; mas com arrotos, não!" (Fernando Rosemberg) http://www.oconsolador.com.br/ano7/351/fernando_patrocinio.html

Os Espíritos sentem ou não sentem fadiga no plano espiritual? http://www.oconsolador.com.br/ano7/351/oespiritismoresponde.html

Meimei e a história de Aline, a menina que gostava de criar problemas. http://www.oconsolador.com.br/ano7/351/espiritismoparacriancas.html

Marcus Braga: "Arranjos produtivos da mediunidade". http://www.oconsolador.com.br/ano7/351/marcus_braga.html

"Justiça e saúde pública – tempo de humildade." (Milton Simon Pires) http://www.oconsolador.com.br/ano7/351/milton_pires.html

Uma mensagem do Espírito de alguém que matou, sofreu e depois se arrependeu.http://www.oconsolador.com.br/ano7/351/correiomediunico.html

Seja qual for a experiência, convence-te de que Deus está conosco em todos os caminhos. http://www.oconsolador.com.br/ano7/351/emmanuel.html

Orson Peter Carrara: "Poder educativo". http://www.oconsolador.com.br/ano7/351/orson_carrara.html

"A indissolubilidade do casamento." (Rogério Coelho) http://www.oconsolador.com.br/ano7/351/rogerio_coelho.html

Há uma ilha na costa oriental italiana que adotou o esperanto como língua nacional.http://www.oconsolador.com.br/ano7/351/esperanto.html

Chico Xavier fala da relação entre Emmanuel e Paulo de Tarso. http://www.oconsolador.com.br/ano7/351/umminutocomchico.html

Waldenir A. Cuin: "A urgência do bem". http://www.oconsolador.com.br/ano7/351/waldenir_cuin.html

Beijo gay: esse foi o destaque final da novela Amor à vida. (Wellington Balbo) http://www.oconsolador.com.br/ano7/351/wellington_balbo.html

*

Visite, quando puder, o Blog Espiritismo Século XXI:

http://espiritismo-seculoxxi.blogspot.com.br/
Astolfo O. de Oliveira Filho

sábado, 22 de fevereiro de 2014

Morre o ex-treinador Mário Travaglini, ídolo de paulistas e cariocas

Morreu na noite desta quinta-feira o ex-treinador e ex-jogador de futebol Mário Travaglini, aos 81 anos. Ele estava hospitalizado havia cerca de um mês em São Paulo e tratava de um tumor cerebral.

Ele deixa um legado de pioneirismo e evolução tática ao mundo da bola.

VIOLONISTA CARIOCA HENRIQUE LISSOVSKY LANÇA CD "SOLO"

O músico carioca Henrique Lissovsky (compositor, violonista e arranjador) lança novo trabalho em parceria pelo selo Delira Música, onde o carro-chefe está no repertório.

Movido pela pergunta feita por um amigo: "Por que não gravamos o repertório que tocávamos quando éramos jovens?"; Henrique entra em estúdio, e fixa uma parte do seu repertório de violão solo acumulado durante toda a sua trajetória.



Algumas pérolas foram selecionadas para a composição do CD: arranjos para temas de Keith Jarret e Stanley Myers, prelúdios de Bach e Villa-Lobos (do repertório clássico tradicional), temas latino-americanos como a Danza Negra de Antonio Lauro e arranjos do Maestro Leo Brouwer para cantigas populares cubanas.


Além de reverenciar dois mestres do violão brasileiro: Baden Powell (Chará) e Hélio Delmiro (Emotiva n.1); Henrique Lissovsky inclui no CD "SOLO" temas inéditos da sua própria autoria: "Encabulado" e "Das Minas, coração".

Onde encontrar o CD: Acessar os Links abaixo :

www.delirawebstorelw.com.br

lista.mercadolivre.com.br

sebodomessias.com.br

diskunion.net

Arlequim-Paço Imperial


Praça IV de Novembro- 48 Loja-1 Centro


Rio de Janeiro-RJ


Tels- (21) 22208471- 25247242

PERFIL: AUTOR MANOEL CARLOS

No ar com a novela EM FAMÍLIA, Manoel Carlos Gonçalves de Almeida, mais conhecido apenas como Manoel Carlos ou simplesmente Maneco nasceu em São Paulo a 14 de março de 1933.

Seus trabalhos são conhecidos por retratar a sociedade carioca contemporânea, principalmente no bairro do Leblon. É pai da atriz Júlia Almeida.

Um dos pioneiros da televisão brasileira, iniciou sua carreira na década de 1950, fez parte no Grande Teatro Tupi, na extinta Tv Tupi, dirigido por Sérgio Britto, Fernando Torres, e Flávio Rangel, no ar por mais de dez anos.

Dirigiu e produziu programas como a Família Trapo, exibida na Rede Record no final dos anos 19601 , Esta Noite se Improvisa, O Fino da Bossa (com Elis Regina) e a primeira fase do Fantástico, entre 1973 e 1976.

Em 1978 escreve sua primeira telenovela: Maria, Maria, seguida por A Sucessora, ambas adaptações literárias . Em 1980, atua como colaborador de Gilberto Braga em Água Viva , um clássico das telenovelas que abordava justamente os conflitos da burguesia e da classe média cariocas, temática que permearia toda a sua obra desde então, como pode se verificar logo em Baila Comigo (1981), sua primeira novela das 20h e sua primeira Helena .

Em 1982, larga Sol de Verão pela metade, abalado com o falecimento de Jardel Filho, protagonista da novela e seu amigo pessoal . A novela foi concluída por Gianfrancesco Guarnieri e Lauro César Muniz e saiu do ar antes do previsto.

Sai da Rede Globo em seguida, escrevendo duas tramas na Rede Manchete: a minissérie Viver a Vida, em 1984, e a novela Novo Amor, em 1986 . Em 1989, escreve a minissérie O Cometa, na Rede Bandeirantes.

Volta para a Globo em 1991, quando escreve a novela Felicidade, que foi uma livre adaptação da obra de Aníbal Machado e teve a primeira mulher a frente de uma direção geral, Denise Saraceni.

Seguem-se: História de Amor (1995) que foi uma comemoração dos trinta anos de carreira da atriz Regina Duarte que pela primeira vez interpretava um papel nesse horário das 18 horas e essa foi também sua primeira de 3 Helenas.

Laços de Família em 2000 abordava a leucemia que ganhou o merchandising social; Por amor (1997/1998) retomava o tema do sacrifício que uma mãe é capaz de fazer pelos filhos, como na novela anterior História de amor.

Mulheres apaixonadas foi o grande sucesso de 2003 e teve temas fortes como lesbianismo, preconceito social e contra os idosos, celibato, alcoolismo, violência doméstica, traição, câncer, romance entre mulheres mais velhas e jovens rapazes, o tormento provocado pelo ciúme e outros.

Em 2006 escreveu o sucesso Páginas da Vida em que retratava novamente Regina Duarte como sua Helena, uma médica forte e determinada que resolve cuidar de uma criança portadora de síndrome de Down que fora rejeitada pela avó, a perversa Marta, interpretada brilhantemente por Lilia Cabral.

Em 2009 escreve Viver a Vida novamente com o bairro do Leblon como cenário principal e Taís Araújo como a Helena da vez.

 

Bossa Nova

Em suas novelas se tornou marcante trilhas sonoras com grandes sucessos da Bossa Nova, como: "Sei lá... A vida sempre tem razão!", de Vinícius de Moraes, cantada por Tom Jobim, Chico Buarque e Miúcha na abertura de Viver a Vida; Falando de Amor, composição de Tom Jobim que embalou a abertura de Por Amor; "Wave", também composta por Jobim, em sua versão instrumental feita para a abertura de Páginas da Vida; "Corcovado" (Quiet Nights), presente na abertura de Laços de Família; e "Pela Luz dos olhos teus", eternizada na abertura de Mulheres Apaixonadas, outro sucesso nas vozes de Tom e Miúcha. Em família, traz o clássico "Eu sei que vou te amar" (Tom e Vinicius) na voz de Ana Carolina.

 

 

 

Trabalhos na Literatura Brasileira

1958 - Fernando Pessoa: uma luz sobre vários poetas

1982 - Bicho alado

2001 - Presença de Anita - roteiro da minissérie

2005 - Off: uma história de teatro

2006 - A arte de reviver

Prêmios

1996

"Troféu Imprensa" - melhor novela: História de Amor (indicação)

1997

"Prêmio Contigo" - melhor novela: Por Amor

"Prêmio Contigo" - melhor autor

"Troféu Imprensa" - melhor novela: Por Amor

"APCA" - melhor novela: Por Amor

2001

"Prêmio Contigo" - melhor minissérie: Presença de Anita

"Festival Latino Americano de Cine, Vídeo e TV de Campo Grande" - melhor novela: Laços de Família

"Festival Latino Americano de Cine, Vídeo e TV de Campo Grande" - melhor autor

"Troféu Internet" (SBT) - melhor novela: Laços de Família

"Troféu Imprensa" - melhor novela: Laços de Família

2003

"Troféu Imprensa" - melhor novela: Mulheres Apaixonadas

"Prêmio Contigo" - melhor novela: Mulheres Apaixonadas

"Prêmio Contigo" - melhor autor

"Prêmio Conta Mais" - melhor novela: Mulheres Apaixonadas

"Prêmio Qualidade Brasil" SP - melhor novela: Mulheres Apaixonadas

"Prêmio Qualidade Brasil" SP - melhor autor

"Prêmio Qualidade Brasil" RJ - melhor novela: Mulheres Apaixonadas

"Prêmio Qualidade Brasil" RJ - melhor autor

"Troféu Leão de Ouro" (atual "Troféu Leão Lobo") - melhor novela: Mulheres Apaixonadas

"Troféu Leão de Ouro" (atual "Troféu Leão Lobo") - melhor autor

2006

"Prêmio Contigo" - melhor novela: Páginas da Vida

"Prêmio Contigo" - melhor autor

"Troféu Internet" (SBT) - melhor novela: Páginas da Vida

Troféu Imprensa" - melhor novela: Páginas da Vida

"Prêmio Extra de Televisão" - melhor novela: Páginas da Vida

2009/2010

"Prêmio Contigo" - melhor série: Maysa - Quando Fala o Coração

"Prêmio Quem Acontece" - melhor autor: Maysa - Quando Fala o Coração

"Prêmio Extra de Televisão" - melhor série: Maysa - Quando Fala o Coração

"Troféu Raça Negra" - prêmio especial: Viver a Vida

"Top Of Business" - melhor autor: Viver a Vida

FÓRUM DAS ENTIDADES CULTURAIS DO PARANÁ QUESTIONA EDITAIS

O Fórum das Entidades Culturais do Paraná (FEC), entidade sem fins lucrativos que reúne setores da área cultural, lançou no Facebook uma campanha que questiona o espaçamento dos editais lançados pela Fundação Cultural de Curitiba (FCC). Em texto publicado no blog da FEC, eles relembram que o último edital do Mecenato foi aberto em 2011e encerrado em março de 2012. Desde então, não foram abertas novas propostas.

Na carta, a FEC declara ainda que exige que a FCC disponibilize toda a verba de 2014 destinada ao Programa de Apoio e Incentivo à Cultura (Paic) até junho em forma de editais do Fundo Municipal de Cultura e Mecenato Subsidiado. Solicitam também um cronograma anual fixo para cada edital.

ORQUESTRA UNICAMP APRESENTA ÓPERA LES PLAISIRS DE VERSAILLES

A Orquestra Sinfônica da Unicamp e o Coral Unicamp Zíper na Boca apresentam a Ópera "Les Plaisirs de Versailles", Ópera de Marc-Antoine Charpentier, às 20:00hs no dia 22/02/2014 no Teatro Castro Mendes em Campinas.

Teatro Castro Mendes - Praça Correa de Lemos, s/n - Vila Industrial - Campinas/SP.

Direção Geral: Vívian Nogueira.
Direção Musical: Cinthia Alireti.

A entrada é Franca.
Orquestra Sinfônica da Unicamp: http://www.ciddic.unicamp.br/noticias_osu.php?cod=23
Coral Unicamp Zíper na Boca: http://www.ciddic.unicamp.br/noticias_coral.php?cod=26

sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014

FESTIVAL BRASILEIRO DE MÚSICA DE RUA: VEJA AS INFORMÇÕES

O Festival tem como objetivo principal levar música de qualidade onde as pessoas estão. Por isso as apresentações ocorrem na rua, nas pontos de ônibus, parques e praças, com estrutura de som, palco e produção adequada para a "Música de Rua".

Inscrições:

Já estão abertas as inscrições para as próximas edições do Festival Brasileiro de Música de Rua.


Seleção dos Artistas:

Os critérios de seleção serão: criatividade, inovação, técnica e mensagem poética. Terão preferência a música instrumental, música autoral e música étnica ou tradicional. Não serão aceitas músicas de apologia às drogas ou violência conforme legislação em vigor.

Se o número de inscritos não for suficiente, ou se, os mesmos não se enquadrarem nos critérios de avaliação, a comissão poderá convidar outros artistas para preencher o quadro e o número estipulado de shows.

Apresentações:

O Festival tem duração de 05(cinco) dias, e prevê 51 apresentações musicais, em horários e pontos de grande circulação de pessoas, como a Praça Dante, no Centro de Caxias do Sul, nas novas estações de transbordo Bairro Floresta e Monumento ao Imigrante, no Parque dos Macaquinhos, além de percorrer um circuito de pontos de ônibus na zona central da cidade. Como forma de democratização de acesso a cultura, também estão previstas apresentações na APAE e APADEV.



Cachês:Caso seu grupo ou trabalho solo seja selecionado, você receberá uma proposta por email, com o número de apresentações e o cachê proposto.

O festival disponibiliza estadia, almoço, cobertura fotográfica, audiovisual, jornalística e de redes sociais.


A programação do festival será divulgada até 31 de março e as inscrições para músicos vão até dia 7 de março aqui no site e nas redes sociais.

Dúvidas? contato@festivalbrasileirodemusicaderua.com



http://festivalbrasileirodemusicaderua.blogspot.com.br


www.festivalbrasileirodemusicaderua.com

www.facebook.com/FestivalBrasileirodeMusicadeRua